Get Adobe Flash player
001_Postal
002_Postal
003_Postal
004_Postal
01 (2)
01
04
05
06 (2)
06
07 (2)
07
08
09
10
11
12 (2)
12
13
14
15
18
20
21
23
23042009069
24
25
26
27
28
29
30
31
32
33
34
35
36
38
39
40
41
42
43
44
45
A-Descri��o Ilha de Mo�ambique
B-Postal Ilha de Mo�ambique
C-Ilha de Mo�ambique
D-Ilha de Mo�ambique
E-Ilha de Mo�ambique
F-Ilha de Mo�ambique
G-Ilha de Mo�ambique
Gorongosa3b
H-Ilha de Mo�ambique
I-Ilha de Mo�ambique
J-Ilha de Mo�ambique
K-Fazenda Muchelia
L-Fazenda Muchelia
M-Fazenda Muchelia
N-Fazenda Muchelia
O-Fazenda Muchelia
P-Fazenda Muchelia
Q-Fazenda Muchelia
R-Fazenda Muchelia
S-Fazenda Muchelia
T-Fazenda Muchelia
U-Fazenda Muchelia
V-Reformados da fazenda
X-A caminho da fazenda
Z- A caminho da fazenda
ZAA- Chegada a Nampula
ZAB-Viagem Nampula-Ilha
ZAC-Viagem Nampula-Ilha
ZAD-Viagem Nampula-Ilha
ZAE-Viagem Nampula-Ilha
ZAF-Viagem Nampula-Ilha
ZAG-Viagem Nampula-Ilha
Eventos APM

Novas iniciativas da APM brevemente!

Donativos

Para promover o desenvolvimento cultural, cívico, económico e social de ambos os povos português e moçambicano torna-se necessário o seu contributo, o seu donativo, seja benemérito, apoie esta Associação transfira o seu valor pequeníssimo que seja, para as contas abaixo indicadas e dê-nos, se assim o entender, os seus elementos identificativos.

Banco Espírito Santo(BES)

 

NIB

 

0007 0404 00133490007 85

 
Ficha de Inscrição

Ficha de Inscrição para Sócios

Download versão docx

Download versão Word97/2003

    
Inicio > Fronteira de paragem única com elevado sucesso entre Moçambique e RAS

postheadericon Fronteira de paragem única com elevado sucesso entre Moçambique e RAS

A entrada de turistas através da fronteira de Ressano Garcia tende a crescer desde o arranque do Campeonato Mundial de Futebol na vizinha República da África do Sul. Enquanto isso, a introdução de algumas facilidades no âmbito do projecto da fronteira de paragem única já está a produzir impacto prático no terreno, com níveis de descongestionamento do recinto na ordem dos 80 porcento, segundo leitura feita ontem por Daniel Tovela, responsável do projecto pela parte moçambicana. Com efeito, segundo Tovela, nos dias 11, 12 e 13 de Junho corrente, entrou em Moçambique um total de 7,700 viaturas de turistas, que, segundo a fonte pode estar a ser atraído pelas temperaturas amenas que se fazem sentir em Moçambique, comparativamente à África do Sul, ou simplesmente a revelar que há muitos cidadãos daquele país a quem o futebol não diz tanto comparativamente a outras modalidades desportivas com tradição na RAS.

Aliás, nos últimos dias, o movimento de turistas estrangeiros é notável nas ruas de Maputo, sobretudo ao longo das estradas nacionais números Quatro e Um, a primeira estabelece ligação entre o nosso país e a África do Sul, e a segunda liga as regiões sul, centro e norte do país, e por isso procurada pelos turistas que pretendem tirar proveito do potencial turístico existente ao longo da costa moçambicana. Ainda ligado ao movimento fronteiriço, Daniel Tovela disse haver uma outra leitura que se faz do fenómeno, nomeadamente o facto de haver também um número considerável de viaturas que saem do país com destino à África do Sul, mas que aparentemente retornam ao país no mesmo dia. Sobre o projecto de fronteira de paragem única, Tovela explicou que já está a ser usada, a título experimental, a nova estrada construída especialmente para escoar o tráfego comercial, via que utilizada pelos camiões de carga que agora já não têm que cruzar o tradicional recinto da fronteira, sendo atendidos no chamado Km 4, no lado moçambicano, ou no aeródromo de Komatiport, no lado sul-africano da fronteira. Além disso, segundo a fonte, os turistas que viajam em autocarros de transporte colectivo ou em  regime de aluguer são atendidos num balcão igualmente aberto no Km 4 e em Komatiport, não precisando, de ir ao recinto da fronteira onde antes se processava a legalização do seu movimento. Segundo a nossa fonte, com todo este tráfego desviado, dá para perceber o quão aliviado se tornou o recinto da fronteira, onde agora há 80 porcento de probabilidades de se ter um lugar para estacionar a sua viatura, no caso de pessoas cujo atendimento continua a ser processado naquele recinto. Um aspecto inovador, segundo Tovela, é que em qualquer das situações o atendimento dos utentes da fronteira é feito numa única paragem, exactamente no espírito do projecto da fronteira idealizada pelos governos de Moçambique e da África do Sul.

Fonte: Noticias   

 
Faixa publicitária
Publicidade
Galeria de Eventos
  • Conversa com o músico moçambicano Patxutxu:
    “ A vida de um artista Moçambicano em Portugal!”

  • Reabertura do Bar Espaço Moçambique

  • "Moçambique - Imagens de um país real..." - Exposiçao de Fotografia de Ana Rita Martins

  • "Comemoração do Dia 4 de Outubro, Dia da Paz em Moçambique e Dia 5 de Outubro, Implantação da Republica"