Get Adobe Flash player
001_Postal
002_Postal
003_Postal
004_Postal
01 (2)
01
04
05
06 (2)
06
07 (2)
07
08
09
10
11
12 (2)
12
13
14
15
18
20
21
23
23042009069
24
25
26
27
28
29
30
31
32
33
34
35
36
38
39
40
41
42
43
44
45
A-Descri��o Ilha de Mo�ambique
B-Postal Ilha de Mo�ambique
C-Ilha de Mo�ambique
D-Ilha de Mo�ambique
E-Ilha de Mo�ambique
F-Ilha de Mo�ambique
G-Ilha de Mo�ambique
Gorongosa3b
H-Ilha de Mo�ambique
I-Ilha de Mo�ambique
J-Ilha de Mo�ambique
K-Fazenda Muchelia
L-Fazenda Muchelia
M-Fazenda Muchelia
N-Fazenda Muchelia
O-Fazenda Muchelia
P-Fazenda Muchelia
Q-Fazenda Muchelia
R-Fazenda Muchelia
S-Fazenda Muchelia
T-Fazenda Muchelia
U-Fazenda Muchelia
V-Reformados da fazenda
X-A caminho da fazenda
Z- A caminho da fazenda
ZAA- Chegada a Nampula
ZAB-Viagem Nampula-Ilha
ZAC-Viagem Nampula-Ilha
ZAD-Viagem Nampula-Ilha
ZAE-Viagem Nampula-Ilha
ZAF-Viagem Nampula-Ilha
ZAG-Viagem Nampula-Ilha
Eventos APM

Novas iniciativas da APM brevemente!

Donativos

Para promover o desenvolvimento cultural, cívico, económico e social de ambos os povos português e moçambicano torna-se necessário o seu contributo, o seu donativo, seja benemérito, apoie esta Associação transfira o seu valor pequeníssimo que seja, para as contas abaixo indicadas e dê-nos, se assim o entender, os seus elementos identificativos.

Banco Espírito Santo(BES)

 

NIB

 

0007 0404 00133490007 85

 
Ficha de Inscrição

Ficha de Inscrição para Sócios

Download versão docx

Download versão Word97/2003

    
Inicio > Adérito Maundze expõe “Mulheres no espaço público”

postheadericon Adérito Maundze expõe “Mulheres no espaço público”

A Minerva Central acolheu, uma exposição fotográfica intitulada “Mulheres no espaço público”, imagens feitas pelo fotógrafo moçambicano Adérito Maundze. São imagens que retratam o dia-a-dia de trabalho das mulheres que residem na cidade e província de Maputo. A ideia surge depois de Adérito acompanhar a rotina de trabalho da dona Cacilda, vendedeira de refeições no mercado Mandela, na baixa da cidade, desde a compra dos legumes e carnes, confecção dos alimentos até chegar ao prato do cliente. A jornada laboral da dona Cacilda é semelhante a de outras mulheres que trabalham no sector informal, o que inspirou o fotógrafo a capturar imagens, no seu espaço de trabalho. “Ver o trabalho da dona Cacilda chamou a minha atenção, parei para ver o trabalho duro que as mulheres fazem todos os dias, por isso as considero heroínas”, afirmou. Paula Magaia, que foi ver a exposição, diz que o trabalho das mulheres é visível e isso deve ser valorizado, melhorando primeiro as condições de trabalho no seu sector, desde melhores condições de transporte até melhores condições nos mercados. “Vemos todos os dias as mamãs no mercado, o que estas mulheres querem é sustentar suas famílias e isso é trabalho digno”, acrescentou Paula. Para tornar o momento mais especial, o evento contou com a performance da Banda As Marias, que abrilhantaram os convidados com a interpretação de “avasati” da artista moçambicana, Mingas.A exibição “Mulheres no espaço público”, que é organizada pelo Centro de Estudos Interdisciplinares de Comunicação, vai terminar a 27 deste mês.

Fonte: O Pais

 
Faixa publicitária
Publicidade
Galeria de Eventos
  • Conversa com o músico moçambicano Patxutxu:
    “ A vida de um artista Moçambicano em Portugal!”

  • Reabertura do Bar Espaço Moçambique

  • "Moçambique - Imagens de um país real..." - Exposiçao de Fotografia de Ana Rita Martins

  • "Comemoração do Dia 4 de Outubro, Dia da Paz em Moçambique e Dia 5 de Outubro, Implantação da Republica"