Get Adobe Flash player
001_Postal
002_Postal
003_Postal
004_Postal
01 (2)
01
04
05
06 (2)
06
07 (2)
07
08
09
10
11
12 (2)
12
13
14
15
18
20
21
23
23042009069
24
25
26
27
28
29
30
31
32
33
34
35
36
38
39
40
41
42
43
44
45
A-Descri��o Ilha de Mo�ambique
B-Postal Ilha de Mo�ambique
C-Ilha de Mo�ambique
D-Ilha de Mo�ambique
E-Ilha de Mo�ambique
F-Ilha de Mo�ambique
G-Ilha de Mo�ambique
Gorongosa3b
H-Ilha de Mo�ambique
I-Ilha de Mo�ambique
J-Ilha de Mo�ambique
K-Fazenda Muchelia
L-Fazenda Muchelia
M-Fazenda Muchelia
N-Fazenda Muchelia
O-Fazenda Muchelia
P-Fazenda Muchelia
Q-Fazenda Muchelia
R-Fazenda Muchelia
S-Fazenda Muchelia
T-Fazenda Muchelia
U-Fazenda Muchelia
V-Reformados da fazenda
X-A caminho da fazenda
Z- A caminho da fazenda
ZAA- Chegada a Nampula
ZAB-Viagem Nampula-Ilha
ZAC-Viagem Nampula-Ilha
ZAD-Viagem Nampula-Ilha
ZAE-Viagem Nampula-Ilha
ZAF-Viagem Nampula-Ilha
ZAG-Viagem Nampula-Ilha
Eventos APM

Novas iniciativas da APM brevemente!

Donativos

Para promover o desenvolvimento cultural, cívico, económico e social de ambos os povos português e moçambicano torna-se necessário o seu contributo, o seu donativo, seja benemérito, apoie esta Associação transfira o seu valor pequeníssimo que seja, para as contas abaixo indicadas e dê-nos, se assim o entender, os seus elementos identificativos.

Banco Espírito Santo(BES)

 

NIB

 

0007 0404 00133490007 85

 
Ficha de Inscrição

Ficha de Inscrição para Sócios

Download versão docx

Download versão Word97/2003

    
Inicio > Grupo coral dos TPM vence 9ª edição do FestCoros

postheadericon Grupo coral dos TPM vence 9ª edição do FestCoros

O Grupo Coral dos TPM foi o grande vencedor da 9ª edição do Fest Coros, tendo sido agraciado com o prémio monetário de 250 mil meticais e um espetáculo a ser gravado e exibido na Stv. O segundo lugar ficou com o Coral IPM Pepane que terá como prémio 150 mil meticais, enquanto o Grupo Coral Ebenezer é terceiro classificado e ganhou 50 mil meticais. Carmelinda Manhiça anunciou com uma voz dócil: “o grande vencedor desta edição é… o grupo coral dos TPM”. Emoção total. Explosão de alegria. Abraços. Das mãos de Roberto Dove, representante do Ministério da Cultura e Turismo, o grupo Coral dos TPM recebia um cheque gigante de 250 mil meticais. Antes, e com os corações a palpitarem, a apresentadora anunciou o vencedor do inovador prémio indumentária: Wunanga, grupo coral que recebeu rasgados elogios da respeitadíssima estilista moçambicana Teresa Chiziane pela forma como se apresentou em palco. Miguel Uassiquete, director do canal Stv, foi quem entregou o merecido prémio ao Wunanga. E depois veio o anúncio do terceiro classificado: Ebenezer, grupo coral que recebeu das mãos de Adelino Muthemba, representante da TDM-Mcel, um cheque de cinquenta mil meticais. Em meio a ansiedade dos representantes dos 12 finalistas no palco, o Coral IPM Pepane foi anunciado como segundo classificado do Fest Coros 2018.  À Mateus Mosse, representante da Mozal, patrocinador do maior concurso de canto coral do país, coube a missão de proceder a entrega do cheque gigante no valor monetário de 150 mil meticais. Estes foram os momentos altos de uma gala que maravilhou.  Uma gala, diga-se, com muito “glamour” em que os grupos capricharam na indumentária. A festa não foi só no interior da sala do Scala. No exterior, e num ambiente festivo e de muita emoção, os grupos chegaram escoltados pela polícia de trânsito. Do lado de fora, Carmelinda Manhiça chamou ao palco a banda Alambique, uma das mais celebradas do país. Composta por alguns dos maiores músicos que Moçambique viu nascer (incluindo os júris Arão Litsuri e Hortêncio Langa) mostraram a sua vitalidade.  A cada actuação, a cada aparição… uma demostração da sua maturidade e…jovialidade. Não estiveram, certo, Childo e Celso Paco, actualmente fora do país. Mas Arão Litsuri e companhia continuam com a mesma cítara. A festa continuou com a actuação dos músicos convidados. Mr. Bow, acompanhado de seus bailarinos, interpretou “Guilhermina” de forma mais pausada e  levantou a sala que estava composta. Aliás, foi pequena demais para acolher muita gente que acorreu ao local para acompanhar a gala de encerramento do Fest Coros. Seguiu-se o desfile dos 12 grupos finalistas da edição 2018 do Fest Coros. Pelo meio, mais algumas actuações de músicos convidados. António Marcos não defraudou. Pelo contrário, proporcionou momentos de empatia músico-público. E, no final, foi bastante aplaudido. Ainda houve tempo para Anita Macuácua espalhar o seu perfume com uma actuação segura e consistente. Fechou com “Xidossana”, levando o público ao delírio. O Fest Coros 2018 fechava em grande. E, a avaliar pelas grandes emoções que carrega e o público que atrai, vai deixar saudades. Para o ano há mais, certamente. Na última gala da nona edição do maior evento de canto coral de Moçambique, o corpo de jurado foi unânime: esta foi uma das melhores edições do Fest Coros. “Cada edição tem as suas especificidades. Nós podemos arriscar, sem menosprezar as outras, esta pode ter sido a melhor edição pelos resultados finais que nós podemos testemunhar”, avaliou Arão Litsuri, júri e uma voz autorizada. Mesma opinião partilhada por Hortêncio Langa: “A nona edição é uma das melhores desde a primeira até agora. Estão de parabéns todos os grupos”. Por sua vez, Teresa Chiziane começou por “agradecer” a Stv pela “oportunidade” para, depois, elevar a qualidade do Fest Coros: “Foi uma grande experiencia. Sinto vontade de gritar bem alto: missão cumprida”,

Fonte: O Pais

 
Faixa publicitária
Publicidade
Galeria de Eventos
  • Reabertura do Bar Espaço Moçambique

  • "Moçambique - Imagens de um país real..." - Exposiçao de Fotografia de Ana Rita Martins

  • "Comemoração do Dia 4 de Outubro, Dia da Paz em Moçambique e Dia 5 de Outubro, Implantação da Republica"

  • Encontro Sectorial Moda AESE - 28 de Novembro
    Participação de
    duas estilistas
    Moçambicanas
    (Sheila e Adélia Tique)