Get Adobe Flash player
001_Postal
002_Postal
003_Postal
004_Postal
01 (2)
01
04
05
06 (2)
06
07 (2)
07
08
09
10
11
12 (2)
12
13
14
15
18
20
21
23
23042009069
24
25
26
27
28
29
30
31
32
33
34
35
36
38
39
40
41
42
43
44
45
A-Descri��o Ilha de Mo�ambique
B-Postal Ilha de Mo�ambique
C-Ilha de Mo�ambique
D-Ilha de Mo�ambique
E-Ilha de Mo�ambique
F-Ilha de Mo�ambique
G-Ilha de Mo�ambique
Gorongosa3b
H-Ilha de Mo�ambique
I-Ilha de Mo�ambique
J-Ilha de Mo�ambique
K-Fazenda Muchelia
L-Fazenda Muchelia
M-Fazenda Muchelia
N-Fazenda Muchelia
O-Fazenda Muchelia
P-Fazenda Muchelia
Q-Fazenda Muchelia
R-Fazenda Muchelia
S-Fazenda Muchelia
T-Fazenda Muchelia
U-Fazenda Muchelia
V-Reformados da fazenda
X-A caminho da fazenda
Z- A caminho da fazenda
ZAA- Chegada a Nampula
ZAB-Viagem Nampula-Ilha
ZAC-Viagem Nampula-Ilha
ZAD-Viagem Nampula-Ilha
ZAE-Viagem Nampula-Ilha
ZAF-Viagem Nampula-Ilha
ZAG-Viagem Nampula-Ilha
Eventos APM

Novas iniciativas da APM brevemente!

Donativos

Para promover o desenvolvimento cultural, cívico, económico e social de ambos os povos português e moçambicano torna-se necessário o seu contributo, o seu donativo, seja benemérito, apoie esta Associação transfira o seu valor pequeníssimo que seja, para as contas abaixo indicadas e dê-nos, se assim o entender, os seus elementos identificativos.

Banco Espírito Santo(BES)

 

NIB

 

0007 0404 00133490007 85

 
Ficha de Inscrição

Ficha de Inscrição para Sócios

Download versão docx

Download versão Word97/2003

    
Inicio

postheadericon Notícias

postheadericon Modelo Moçambicana ganha concurso internacional em Portugal

Portugal aventurou-se num concurso de beleza internacional. Denominado Miss Star Universe – o evento que juntou modelos de vários países, com destaque para Brasil, Ucrânia, Colômbia, Portugal, Itália, Venezuela e Moçambique – contemplou vários momentos, tendo culminado numa gala que se realizou no Quartel das Artes Dr. Alípio Sol, na cidade de Oliveira do Bairro, em Aveiro. O evento teve a apresentação de Anuska Tatiana e Valter de Carvalho, e Ury Mellany fez a sua coreografia mágica no evento. As actuações estiveram a cargo da fadista Rita Arez e Petipas, que brilharam com as suas vozes magníficas e o grupo africano Mon na Mon. Não é só moda e beleza. O evento contempla também teor solidário. Prova disso, é que a receita dos bilhetes será canalizada a instituições de caridade. Neste certame, a representante de Moçambique, a modelo Priscila Jasse, sagrou-se a grande vencedora. O escrutínio às candidatas foi feito na plataforma online, com um like (gosto) na foto da candidata. Para que a eleição fosse válida, o votante devia ser seguidor da página oficial do Miss Star Universe. O que permitiu a moçambicana de apenas 22 anos esse feito, foram cerca de 538 gostos que acumulou. O estágio durou oito dias. Antes mesmo da gala, passeios turísticos em vários locais de Portugal fizeram parte do concurso. Moliceiro na Ria de Aveiro onda Colossal, Costa Nova, Fátima e Pateira, são alguns locais. A premiação das participantes teve o apoio da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, a Ginoflorista e a Ourivesaria Paraíso pelos troféus. De referir que eram esperadas modelos de países como República Dominicana, Costa Rica e Guiné Bissau, mas a sua participação foi condicionada pela falta de visto. Entretanto, esse aspecto administrativo não veda a sua participação no próximo ano. Segundo a organização, na próxima edição comprometem-se a participar mais de 20 países.

Fonte: O Pais

 

postheadericon Moçambique e Portugal vão cooperar na área de transporte marítimo

Moçambique e Portugal assinaram, um memorando de entendimento no âmbito do transporte marítimo e portuário, tendo em perspectiva a alavancagem de investimentos e o fortalecimento de relações bilaterais, escreve à Lusa, citada pelo Diário de Notícias. O documento foi assinado em Matosinhos, no Porto, após uma visita ao porto de Leixões, na qual participaram o ministro dos Transportes e Comunicações, Carlos Mesquita, e a ministra portuguesa do Mar, Ana Paula Vitorino. Carlos Mesquita apontou que Moçambique está numa boa fase para criação e parcerias e tem uma posição geográfica extremamente estratégica nos transportes e logística particularmente para países como o Zimbabwe, o Malawi, a Zâmbia, a República do Congo e o nordeste da África do Sul.“Moçambique está num processo de desenvolvimento económico e social extremamente apetecível para parcerias com o sector privado e para relações bilaterais com os países amigos e irmãos”, afirmou Carlos Mesquita. Falando do programa de desenvolvimento que marca actualmente o norte do país no que concerne aos hidrocarbonetos, realçou que muito brevemente Moçambique vai posicionar-se como um dos grandes exportadores do gás e do LNG (Gás Natural Liquefeito) para além de produtos derivados como o diesel e produção de fertilizantes. “Dentro dessa macroeconomia é preciso termos capital humano como garantia de fluidez do posicionamento de tecnologia e informação. Ficamos extremamente surpreendidos pelo nível de execução de uma série de plataformas logísticas que se adaptam perfeitamente aos nossos portos, embora os operadores portuários dos principais portos de Moçambique sejam essencialmente privados, mas acreditamos que haverá espaço para integrabilidade com vantagens mútuas”, disse o ministro dos transportes e Comunicações. A ministra do Mar frisou que esta parceria poderá traduzir-se em áreas como a formação, considerando-a como base e não como questão secundária e falou em soluções tecnológicas que podem ser objecto de partilha, enumerando a janela única portuária, a janela única logística e sistema de tráfego marítimo costeiro (VTS). Os governantes convergiram na importância do reforço das relações bilaterais, lembrando a longa tradição e história comum de Portugal e Moçambique. “É extremamente importante que se mantenha uma ligação forte com base na lusofonia que pode ser motor de desenvolvimento social e económico. Temos uma história e uma cultura em comum. Se nós partilharmos experiências, chegamos mais facilmente a boas soluções”, referiu Ana Paula Vitorino. Além do porto de Leixões, Carlos Mesquita visitou o Centro de Coordenação de Navios, aos terminais portuários e plataforma logística, Terminal de Cruzeiros uma infra-estrutura inaugurada em Julho de 2015.

Fonte: O Pais

 

postheadericon 12 milhões de euros reanimam mina de grafite e criam 100 empregos

Reabriu a exploração de uma mina de grafite localizada no distrito de Ancuabe, em Cabo Delgado, empregando 100 trabalhadores num investimento de 12 milhões de euros. A mina ficou paralisada durante cerca de 18 anos e foi reanimada através de capitais privados da Alemanha. O empreendimento (GK Ancuabe Graphite Mine SA), que tem como accionistas a AMG Graphit Kropfmuhl, uma subsidiária da AMG Advanced Metalurgical Group, e a Empresa Moçambicana de Exploração Mineira (EMEM), está dotado de capacidade para processar nove mil toneladas de grafite por ano. O Presidente da República, que presidiu à inauguração, disse tratar-se de um projecto estruturante com impacto directo na vida social e económica de todos os moçambicanos. “A extracção de grafite está de volta através de actos concretos e este é um deles. O retorno à actividade da mina que esteve encerrada durante vários anos traduz o compromisso do Governo na criação de um ambiente de negócios apropriado para o sector privado”, disse Nyusi. De acordo com Nyusi, este é um exemplo de como o sector privado pode contribuir para a materialização da agenda do Governo de promover o desenvolvimento económico integrado, inclusivo e sustentável. O reinício da produção e processamento de grafite em Ancuabe, segundo Nyusi, é um marco crucial para desenvolver outros depósitos de minerais que ocorrem na província de Cabo Delgado. “A empresa está a materializar a visão do Governo moçambicano no que tange à exploração sustentável de recursos naturais de que o país dispõe, assegurando que as gerações vindouras possam também beneficiar destes recursos”, explicou Nyusi. Na ocasião, o estadista moçambicano garantiu que o Governo vai continuar a combater a exploração ilegal e organizar a componente artesanal de mineiros nacionais para que tenham acesso ao que lhes pertence de forma legal e estruturada. O Chefe do Estado prometeu, ainda, reforçar a capacidade do Estado na inventariação do potencial mineiro existente em Moçambique. “O mapeamento e a pesquisa geológica realizados depois da independência mostram que o país  é detentor de enormes quantidades de recursos”, afirmou.

Fonte: O Pais

 
Ver Mais...
Faixa publicitária
Publicidade
Galeria de Eventos
  • "Moçambique - Imagens de um país real..." - Exposiçao de Fotografia de Ana Rita Martins

  • "Comemoração do Dia 4 de Outubro, Dia da Paz em Moçambique e Dia 5 de Outubro, Implantação da Republica"

  • Encontro Sectorial Moda AESE - 28 de Novembro
    Participação de
    duas estilistas
    Moçambicanas
    (Sheila e Adélia Tique)

  • "Escritaria 2011- Mia Couto com a participção da APM"!