Get Adobe Flash player
001_Postal
002_Postal
003_Postal
004_Postal
01 (2)
01
04
05
06 (2)
06
07 (2)
07
08
09
10
11
12 (2)
12
13
14
15
18
20
21
23
23042009069
24
25
26
27
28
29
30
31
32
33
34
35
36
38
39
40
41
42
43
44
45
A-Descri��o Ilha de Mo�ambique
B-Postal Ilha de Mo�ambique
C-Ilha de Mo�ambique
D-Ilha de Mo�ambique
E-Ilha de Mo�ambique
F-Ilha de Mo�ambique
G-Ilha de Mo�ambique
Gorongosa3b
H-Ilha de Mo�ambique
I-Ilha de Mo�ambique
J-Ilha de Mo�ambique
K-Fazenda Muchelia
L-Fazenda Muchelia
M-Fazenda Muchelia
N-Fazenda Muchelia
O-Fazenda Muchelia
P-Fazenda Muchelia
Q-Fazenda Muchelia
R-Fazenda Muchelia
S-Fazenda Muchelia
T-Fazenda Muchelia
U-Fazenda Muchelia
V-Reformados da fazenda
X-A caminho da fazenda
Z- A caminho da fazenda
ZAA- Chegada a Nampula
ZAB-Viagem Nampula-Ilha
ZAC-Viagem Nampula-Ilha
ZAD-Viagem Nampula-Ilha
ZAE-Viagem Nampula-Ilha
ZAF-Viagem Nampula-Ilha
ZAG-Viagem Nampula-Ilha
Eventos APM

Novas iniciativas da APM brevemente!

Donativos

Para promover o desenvolvimento cultural, cívico, económico e social de ambos os povos português e moçambicano torna-se necessário o seu contributo, o seu donativo, seja benemérito, apoie esta Associação transfira o seu valor pequeníssimo que seja, para as contas abaixo indicadas e dê-nos, se assim o entender, os seus elementos identificativos.

Banco Espírito Santo(BES)

 

NIB

 

0007 0404 00133490007 85

 
Ficha de Inscrição

Ficha de Inscrição para Sócios

Download versão docx

Download versão Word97/2003

    
Inicio

postheadericon Notícias

postheadericon CFM obteve lucro de mais de 2 mil milhões de meticais em 2016

A empresa Portos e Caminhos-de-ferro de Moçambique (CFM) teve um lucro de pouco mais de 2 mil milhões de meticais, em 2016, o que representa um crescimento de 21% quando comparado com 2015. Esta informação foi revelada pelo Presidente do Conselho Administrativo da empresa, Miguel Matabel durante a abertura do Conselho de Directores da empresa. Matabel explica que este resultado é animador, mas a empresa deve continuar vigilante e a manter cautela nos próximos passos. “Em 2016 a empresa logrou alcançar resultados líquidos positivos antes dos impostos alcançando o montante de 2.29 mil milhões de meticais, contra 1.89 mil milhões de meticais atingidos no exercício de 2015, representando um crescimento na ordem de 21%, facto que nos dá algum optimismo, embora cautelosos quanto ao futuro que nos espera”, disse o PCA dos CFM. Apesar dos resultados positivos, o secretário permanente do Ministério dos Transportes e Comunicações recomendou a empresa que reforce medidas para fazer frente aos serviços que são fornecidos nos países vizinhos.O Conselho de Directores que iniciou hoje, e terminará amanhã, tem como lema “Por uma gestão focalizada no aumento da produção e produtividade”.

Fonte: O Pais

 

postheadericon AT arrecadou cerca de 40 mil milhões de meticais no primeiro trimestre

Dados da autoridade tributária de Moçambique indicam que aquela instituição arrecadou durante o período de 1 de Janeiro a 31 de Março uma receita de cerca de quarenta mil milhões de meticais, o correspondente a 21,28% da meta de 186 mil milhões de meticais previamente estabelecidos para este ano, explicou Aníbal Mbalango, Director Geral Adjunto do Planeamento Estudos e Cooperação Internacional. Os dados divulgados indicam que a receita global arrecadada equivale a um rácio fiscal de 4,49% do Produto Interno Bruto (PIB). No período em análise, a Autoridade Tributária colectou ainda cerca de 25 milhões de meticais, provenientes de apreensões diversas, estando em processo a cobrança de cerca de 41 milhões de meticais. Para este ano, a Assembleia da República, através do orçamento do Estado, fixou como meta o montante global das receitas do estado na ordem de 186 mil milhões de Meticais.

Fonte: O Pais

 

postheadericon Rui Trindade diz que museus devem usar tecnologias para serem globais

Desde o ano passado que a Associação Kulungwana organiza um ciclo de conferências denominado “Economia da Cultura”, foi a debate um tema pertinente nos últimos tempos que é “O futuro dos museus”, e, coincidentemente, aconteceu num mês em que se celebra os museus, exactamente no dia 18. Rui Trindade foi quem protagonizou o debate. Para o jornalista e curador de arte, os museus, partindo de experiências estrangeiras, podem, usando a tecnologia, ter outro tipo de relação com as comunidades e chegar a um público global. Trindade deu exemplo da existência de 300 sites de museus que têm informação sobre os quadros e sobre os artistas. “Não preciso ir ao Brasil para, por exemplo, ver certos museus de arte contemporânea, posso ver daqui. Esta posição do palestrante deve-se ao facto de, como fundamenta, as coisas funcionarem à escola global e serem menos nacionais. E os museus moçambicanos também podem seguir esse desiderato dos últimos tempos, acredita. “Aquilo que existe num determinado museu, os quadros, as colecções..., se for digitalizado - posto num site, se houver uma estratégia de internacionalização de informação para o exterior - é um ganho de visibilidade e de notoriedade”, exemplificou. Portanto, Trindade admite que há muito que se possa fazer para aquilo que são os museus existentes e frisa que, de acordo com as últimas tendências, os privados têm um papel cada vez mais importante na dinamização dos museus.  “Maior parte dos museus que surgiram a nível global, nos últimos anos, têm financiamento privado e há menos museus públicos”. O curador esclarece também que “existe hoje o gosto e apetência pelo consumo das artes e que os museus (novos) existem ligados às políticas de dinamização das cidades. O orador entende que essa realidade se deve à atração do turismo, dos visitantes e chama atenção não só do museu, mas de toda a cidade. Para terminar, Trindade diz ser por isso que já não se fala muito de indústrias culturais, mas sim criativas, “porque há uma cadeia de valor que liga as artes, a cultura e a criatividade de uma forma diferente”, justifica.

Fonte: O Pais

 
Ver Mais...
Faixa publicitária
Publicidade
Galeria de Eventos
  • "Moçambique - Imagens de um país real..." - Exposiçao de Fotografia de Ana Rita Martins

  • "Comemoração do Dia 4 de Outubro, Dia da Paz em Moçambique e Dia 5 de Outubro, Implantação da Republica"

  • Encontro Sectorial Moda AESE - 28 de Novembro
    Participação de
    duas estilistas
    Moçambicanas
    (Sheila e Adélia Tique)

  • "Escritaria 2011- Mia Couto com a participção da APM"!