Get Adobe Flash player
001_Postal
002_Postal
003_Postal
004_Postal
01 (2)
01
04
05
06 (2)
06
07 (2)
07
08
09
10
11
12 (2)
12
13
14
15
18
20
21
23
23042009069
24
25
26
27
28
29
30
31
32
33
34
35
36
38
39
40
41
42
43
44
45
A-Descri��o Ilha de Mo�ambique
B-Postal Ilha de Mo�ambique
C-Ilha de Mo�ambique
D-Ilha de Mo�ambique
E-Ilha de Mo�ambique
F-Ilha de Mo�ambique
G-Ilha de Mo�ambique
Gorongosa3b
H-Ilha de Mo�ambique
I-Ilha de Mo�ambique
J-Ilha de Mo�ambique
K-Fazenda Muchelia
L-Fazenda Muchelia
M-Fazenda Muchelia
N-Fazenda Muchelia
O-Fazenda Muchelia
P-Fazenda Muchelia
Q-Fazenda Muchelia
R-Fazenda Muchelia
S-Fazenda Muchelia
T-Fazenda Muchelia
U-Fazenda Muchelia
V-Reformados da fazenda
X-A caminho da fazenda
Z- A caminho da fazenda
ZAA- Chegada a Nampula
ZAB-Viagem Nampula-Ilha
ZAC-Viagem Nampula-Ilha
ZAD-Viagem Nampula-Ilha
ZAE-Viagem Nampula-Ilha
ZAF-Viagem Nampula-Ilha
ZAG-Viagem Nampula-Ilha
Eventos APM

Novas iniciativas da APM brevemente!

Donativos

Para promover o desenvolvimento cultural, cívico, económico e social de ambos os povos português e moçambicano torna-se necessário o seu contributo, o seu donativo, seja benemérito, apoie esta Associação transfira o seu valor pequeníssimo que seja, para as contas abaixo indicadas e dê-nos, se assim o entender, os seus elementos identificativos.

Banco Espírito Santo(BES)

 

NIB

 

0007 0404 00133490007 85

 
Ficha de Inscrição

Ficha de Inscrição para Sócios

Download versão docx

Download versão Word97/2003

    
Inicio

postheadericon Notícias

postheadericon Kuhanha vai recapitalizar Moza Banco

Kuhanha é a entidade selecionada pelo Banco de Moçambique para recapitalizar o Moza Banco. A Sociedade Gestora do Fundo de Pensões do Banco de Moçambique (Kuhanha) vai injectar 8 170 milhões de Meticais para recapitalizar o Moza Banco.
Kuhanha concorria com outros três grupos. A instituição mostrou um plano que revela ter capacidade financeira para continuar com o negócio. 80 por cento do capital do Moza Banco passa a ser detido pela Kuhanha; 10 por cento pelo Novo Banco e 8 por cento fica com a Moçambique Capitais. Os accionistas decidirão quem serão os trabalhadores do Moza Banco, os actuais ou outros. Kuhanha foi construído para gerir o fundo de Pensões descontadas aos trabalhadores do Banco de Moçambique para fazer face ao pagamento das reformas dos trabalhadores, reinvestir o dinheiro das pensões no mercado de capitais e financeiro. Os presidentes do órgãos que vão gerir o banco Lourenço do Rosário, Presidente da Mesa da Assembleia Geral, João Figueiredo, PCA Executivo, e Sales Dias, Presidente do Conselho Fiscal.  

Fonte: O Pais

 

postheadericon Katchoro participa no Festival Yesu Luso no Brasil

O grupo teatral Katchoro-Kuphaluxa viaja, brevemente para São Paulo. Nesta aventura pela América, os rapazes levam consigo a peça “Qual é a sentença: a mulher que matou a diferença”, que estreou há dois anos e foi apresentada em diversos locais da cidade de Maputo. Ano passado, por exemplo, a peça foi exibida no Festival Internacional Teatro de Inverno (FITI). E foi de lá, num zás, que surgiu a oportunidade do grupo internacionalizar o seu trabalho. Diaz Santana, actor de Lareira Artes, tem todo o mérito, pois, de acordo com Guilherme Roda, o encenador da peça, foi quem, depois de ver a exibição, sugeriu à organização do Festival Yesu Luso a convidar o grupo moçambicano, convicto que lá acrescentaria algum valor com a obra. “Diaz Santana e Lareira Artes têm-se se portado como uma ponte que liga grupos do país com os de Angola, Portugal e Brasil”, reconheceu Guilherme Roda, explicando, de seguida, o que o grupo Katchoro pretende na viagem. “A primeira coisa que nos interessa no Brasil é manter um intercâmbio com outros grupos, entrar em contacto com novas realidades e conhecer outras formas de fazer teatro. Queremos expor o nosso trabalho”. O Festival Yesu Luso realiza-se de 2 a 11 de Junho. No entanto, as actuações do grupo moçambicano estão marcadas para os dias 2 e 4, no espaço SESC Ipiranga, em São Paulo. A peça “Qual é a sentença: a mulher que matou a diferença” foi escrita por Guilherme Roda e conta com dois actores: Assucena Daniel e Castigo dos Santos. A obra teatral tem 50min., e narra a estória de uma personagem julgada no tribunal, acusada de ter matado a diferença, na convicção do encenador, uma metáfora da luta pela emancipação feminina, como se fosse porta-voz das mulheres que durante séculos foram subalternizadas pelos machistas. Portanto, a personagem em causa é julgada como se fosse a mulher culpada pelo surgimento da luta pela emancipação das mulheres em vários cantos do mundo, a qual desencadeou outros combates, contra a violência doméstica e sexual. Ora, é também do interesse do Katchoro, nesta odisseia, expor a forma de pensar o seu trabalho e que, com isso, “os brasileiros consigam sentir a nossa inspiração moçambicana”.

Fonte: O Pais

 

postheadericon Comemoração do Dia de Africa no Bar do Espaço Moçambique - Dia 27 de Maio


Caro Associado e Amigo de Moçambique, 

 

Vimos convidar todos os nossos associados e amigos de Moçambique a comemorar o "Dia de Africa", no dia 27 de Maio, no Bar do Espaço Moçambique (sede da APM - Largo Duque da Ribeira, 32-54, no Porto), com  um jantar/convivio.
 
O Jantar terá inicio às 20H00, com a seguinte ementa: Matapa,  Xicoa, Caril de Amendoim, Nhangana, Xima, entre outros, com uma bebida incluída e muita…Música!
 

Preço: 8 Piri-Piris - Lugares Limitados

 

MARCAÇÕES: 932752221 OU NO ESPAÇO MOCAMBIQUE (APM)



Melhores cumprimentos,

   

APM - Associação Portugal Moçambique
Largo Duque da Ribeira, 32-54
4050 – Porto
www.espacomocambique.com
 
Ver Mais...
Faixa publicitária
Publicidade
Galeria de Eventos
  • "Moçambique - Imagens de um país real..." - Exposiçao de Fotografia de Ana Rita Martins

  • "Comemoração do Dia 4 de Outubro, Dia da Paz em Moçambique e Dia 5 de Outubro, Implantação da Republica"

  • Encontro Sectorial Moda AESE - 28 de Novembro
    Participação de
    duas estilistas
    Moçambicanas
    (Sheila e Adélia Tique)

  • "Escritaria 2011- Mia Couto com a participção da APM"!