Get Adobe Flash player
001_Postal
002_Postal
003_Postal
004_Postal
01 (2)
01
04
05
06 (2)
06
07 (2)
07
08
09
10
11
12 (2)
12
13
14
15
18
20
21
23
23042009069
24
25
26
27
28
29
30
31
32
33
34
35
36
38
39
40
41
42
43
44
45
A-Descri��o Ilha de Mo�ambique
B-Postal Ilha de Mo�ambique
C-Ilha de Mo�ambique
D-Ilha de Mo�ambique
E-Ilha de Mo�ambique
F-Ilha de Mo�ambique
G-Ilha de Mo�ambique
Gorongosa3b
H-Ilha de Mo�ambique
I-Ilha de Mo�ambique
J-Ilha de Mo�ambique
K-Fazenda Muchelia
L-Fazenda Muchelia
M-Fazenda Muchelia
N-Fazenda Muchelia
O-Fazenda Muchelia
P-Fazenda Muchelia
Q-Fazenda Muchelia
R-Fazenda Muchelia
S-Fazenda Muchelia
T-Fazenda Muchelia
U-Fazenda Muchelia
V-Reformados da fazenda
X-A caminho da fazenda
Z- A caminho da fazenda
ZAA- Chegada a Nampula
ZAB-Viagem Nampula-Ilha
ZAC-Viagem Nampula-Ilha
ZAD-Viagem Nampula-Ilha
ZAE-Viagem Nampula-Ilha
ZAF-Viagem Nampula-Ilha
ZAG-Viagem Nampula-Ilha
Eventos APM

Novas iniciativas da APM brevemente!

Donativos

Para promover o desenvolvimento cultural, cívico, económico e social de ambos os povos português e moçambicano torna-se necessário o seu contributo, o seu donativo, seja benemérito, apoie esta Associação transfira o seu valor pequeníssimo que seja, para as contas abaixo indicadas e dê-nos, se assim o entender, os seus elementos identificativos.

Banco Espírito Santo(BES)

 

NIB

 

0007 0404 00133490007 85

 
Ficha de Inscrição

Ficha de Inscrição para Sócios

Download versão docx

Download versão Word97/2003

    
Inicio

postheadericon Notícias

postheadericon Moztech e PDE assinam protocolo para fortalecer visibilidade do Programa de Desenvolvimento Espacial

O presidente do Conselho de Executivo da Moztech, Daniel David, e a Directora do Programa de Desenvolvimento Espacial, Judite Simeão, juntaram-se para assinar um memorando de entendimento que tem como objetivo garantir a cobertura e divulgação dos serviços e do funcionamento do Programa de Desenvolvimento Espacial. Para o PCE da Moztech, Daniel David, o papel da Moztech é o de divulgar a marca e dar a conhecer a todas as instituições o seu importante papel social e económico. No entender da Diretora do Programa de Desenvolvimento Espacial, que faz parte do Ministério dos Transportes e Comunicações, a parceria com a Moztech vai contribuir para o crescimento do número de utilizadores da plataforma. O Programa de Desenvolvimento Espacial vai fazer parte da VI edição da maior feira de tecnologias do país, a Moztech, que se realiza nos dias 15, 16 e 17 de Maio.

Fonte: O Pais

 

postheadericon Projenity junta-se à Moztech para divulgar serviços e criar parcerias

Pela primeira vez, a empresa de tecnologias Projenity irá fazer parte da maior feira de tecnologias, Moztech e a expectativa é grande, porque afinal, Moztech é espaço para visibilidade e troca de ideias. A Projenity é uma empresa que está no mercado há quase 10 anos e a cada ano busca reinventar-se. O Director Geral da Projenity, Paulo Viola, assegura que vai participar da feira de tecnologias em máxima força para criar possíveis parcerias e interagir com os demais participantes. “Apostamos e vamos trazer conceitos novos e diferentes. A expectativa é criar interação e expor aquilo que estamos a fazer e que achamos que é de bom que faz parte da evolução. A evolução digital e a transformação fazem parte de nós e tem muito a ver com o tema a ser discutido neste ano”, afirma Viola. A empresa fez uma pesquisa em torno das edições anteriores de forma a buscar um posicionamento diferente na exposição. “Temos algumas surpresas porque fizemos alguma revisão das anteriores edições e não vimos o conceito que pretendemos trazer. Atualmente temos estado a trabalhar nisso, na verdade queremos trazer um conceito que toca a todos”. Sobre a temática da Moztech para a 6ª edição: ‘’Transformação digital: Os desafios da nova era’’, é para a Projenity uma abordagem importante por tratar da realidade actual no mundo das tecnologias. “Acho que é um tema fundamental. Penso que é uma abordagem certa para a realidade que estamos a viver. Tem a questão que deve ser muito abordada, que é a questão do crime cibernético, na verdade será algo que também iremos tocar”, disse. A Projenity acrescenta afirmando que o tema veio no momento certo, porque a evolução tecnológica é contínua, por se estar a viver uma fase com diversos desafios e demandas, no mundo da tecnologia, que muitas pessoas não estão preparadas para responder. A empresa buscou formas de estar num mercado desafiador como o Moçambicano, por ser um espaço com limitações. A empresa toma um posicionamento de sofisticação dos seus serviços, porém o espaço nacional tem dificuldades de resposta. “O primeiro desafio é o nível de conhecimento dos clientes. Muitas vezes fazemos formações e investigações de forma a buscar equipamentos mais atualizados, entretanto, o mercado ainda não está preparado, não permite a adesão aos equipamentos. Por exemplo, nós já temos equipamentos altamente evoluídos e o mercado ainda não está pronto para receber”, comentou. O Director Geral da Projenity acrescenta que a economia ou seja a atual conjuntura económica é dos maiores desafios, no que diz respeito ao poder de compra de equipamentos. A Projenity é uma empresa que atua em Moçambique na área Informática, mais especificamente em Informática e Programação.

Fonte: O Pais

 

postheadericon Sukuma debate cidadania no Azgo Dialogar

Stewart Sukuma é um dos convidados para a presente edição do Azgo Dialogar, o seminário de reflexão sobre a indústria criativa e cultural do Festival Azgo, marcado para dias 16 e 17 de Maio, na Escola de Arte e Comunicação da Universidade Eduardo Modlane (ECA-UEM). Sukuma irá debater o tema “Música e cidadania: movimento cívico de divulgação eleitoral” no Azgo Dialogar, que neste ano tem como propósito geral reflectir em torno de “Arte e Cidadania”. A convite do Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE), desde as primeiras eleições presidenciais e legislativas (1994) até aos dias de hoje, Sukuma tem um papel ativo no campo cívico, na promoção da cidadania e da democracia assumindo a produção e organização das campanhas cívicas do recenseamento eleitoral e do direito ao voto, levadas a cabo pelo STAE. Sukuma irá partilhar a sua visão e o seu conhecimento junto de um público composto essencialmente pela comunidade académica e artistas. No Festival Azgo, o músico vai actuar no dia 18, no Tributo a Oliver Mtukudzi, e no dia 19 de Maio, com a sua Banda Nkhuvu, no campinho da Mafalala, no âmbito da promoção da cidadania. O Azgozito, programa do Festival Azgo para a infância, que se aplica a arte-educação, envolvendo alunos do ensino primário, neste mês, não fugirá à regra e o festival dos pequenos vai acontecer na manhã do dia 18, no Campus da UEM, em Maputo. Trata-se de um reconhecimento do Festival Azgo da importância de envolver as crianças nas artes desde a mais tenra idade, inspirando-as para mentes criativas e para que não fiquem por fora deste grande evento. As crianças e alunos têm a oportunidade de praticar atividades com os músicos que atuam no Festival Azgo e artistas visuais de Moçambique, numa zona específica, preparada para que se sintam acomodadas e à vontade para brincar, aprender e interagir, com atividades que chamam à sua consciência para questões ambientais, da valorização do património cultural e do conhecimento no geral. O Azgozito acontece, assim, através de mini-concertos, oficinas criativas em percussão, canto, criação de maquetes, criação de livros, fotografia, afro dance, teatro e criação de instrumentos. E, tal como no Azgo, a música é um dos fortes do Azgozito. Nesse sentido, um dos principais convidados é o músico Fernando Luís, conhecido intérprete de música para infância, bastante memorizado na história cultural do país. O evento contará ainda com os concertos da Orquestra da Escola de Comunicação e Artes da Universidade Eduardo Mondlane e do coletivo Amatuwetwe. Os espetáculos não param na música, haverá ainda espaço para a apresentação das Marionetas Gigantes, Acro Dance, Pernas de Pau e Balé. O Azgozito tem-se destacado ao envolver alunos de escolas públicas e privadas da capital, além das crianças de Maputo, com acesso gratuito. Aliás, prova do seu crescimento, foi a sua realização, em 2018, pela primeira vez, na província de Nampula.

Fonte: O Pais

 
Ver Mais...
Faixa publicitária
Publicidade
Galeria de Eventos
  • Conversa com o músico moçambicano Patxutxu:
    “ A vida de um artista Moçambicano em Portugal!”

  • Reabertura do Bar Espaço Moçambique

  • "Moçambique - Imagens de um país real..." - Exposiçao de Fotografia de Ana Rita Martins

  • "Comemoração do Dia 4 de Outubro, Dia da Paz em Moçambique e Dia 5 de Outubro, Implantação da Republica"