Get Adobe Flash player
001_Postal
002_Postal
003_Postal
004_Postal
01 (2)
01
04
05
06 (2)
06
07 (2)
07
08
09
10
11
12 (2)
12
13
14
15
18
20
21
23
23042009069
24
25
26
27
28
29
30
31
32
33
34
35
36
38
39
40
41
42
43
44
45
A-Descri��o Ilha de Mo�ambique
B-Postal Ilha de Mo�ambique
C-Ilha de Mo�ambique
D-Ilha de Mo�ambique
E-Ilha de Mo�ambique
F-Ilha de Mo�ambique
G-Ilha de Mo�ambique
Gorongosa3b
H-Ilha de Mo�ambique
I-Ilha de Mo�ambique
J-Ilha de Mo�ambique
K-Fazenda Muchelia
L-Fazenda Muchelia
M-Fazenda Muchelia
N-Fazenda Muchelia
O-Fazenda Muchelia
P-Fazenda Muchelia
Q-Fazenda Muchelia
R-Fazenda Muchelia
S-Fazenda Muchelia
T-Fazenda Muchelia
U-Fazenda Muchelia
V-Reformados da fazenda
X-A caminho da fazenda
Z- A caminho da fazenda
ZAA- Chegada a Nampula
ZAB-Viagem Nampula-Ilha
ZAC-Viagem Nampula-Ilha
ZAD-Viagem Nampula-Ilha
ZAE-Viagem Nampula-Ilha
ZAF-Viagem Nampula-Ilha
ZAG-Viagem Nampula-Ilha
Eventos APM

Novas iniciativas da APM brevemente!

Donativos

Para promover o desenvolvimento cultural, cívico, económico e social de ambos os povos português e moçambicano torna-se necessário o seu contributo, o seu donativo, seja benemérito, apoie esta Associação transfira o seu valor pequeníssimo que seja, para as contas abaixo indicadas e dê-nos, se assim o entender, os seus elementos identificativos.

Banco Espírito Santo(BES)

 

NIB

 

0007 0404 00133490007 85

 
Ficha de Inscrição

Ficha de Inscrição para Sócios

Download versão docx

Download versão Word97/2003

    
Inicio

postheadericon Notícias

postheadericon Cartões American Express já podem ser usados em POS e ATM do BCI

Os cartões de crédito American Express já podem ser usados em Moçambique, através de POS e ATM do BCI. O banco e a empresa que emite os cartões formalizaram, ontem, um acordo para o efeito. Trata-se de um meio que vai facilitar a vida das pessoas que visitam o país, assegura o presidente da Comissão Executiva do Banco Comercial e de Investimentos (BCI). “Todos aqueles que nos visitam, em Moçambique, e que vêm em trabalho ou em lazer, em atividades turísticas, vão passar a utilizar os seus cartões American Express em todos os nossos terminais e, portanto, fazer os seus pagamentos de serviços, compras, utilização em ATM, o que até agora era impossível de ser feito”, explica o PCE do BCI, Paulo Sousa. American Express é uma empresa de serviços financeiros que emite cartões de crédito, incluindo para o seguimento empresarial. O presidente da Comissão Executiva do BCI adianta ainda que o meio bancário vai permitir ao país captar mais divisas e a melhorar a balança de pagamentos, porque são estrangeiros que visitam Moçambique e fazem suas compras. “Todas as empresas que nos visitam, seja por atividades de investimento, muitas empresas relacionadas com o petróleo e gás natural seguramente serão utilizadores de cartões American Express e passam a partir de hoje a fazer utilização normal dos seus cartões como faziam em outros países da região, por exemplo na África do Sul, onde os cartões eram já aceites há muitos anos e isso não era uma realidade em Moçambique, e passa a ser realidade“, diz o presidente da Comissão Executiva do BCI. Paulo Sousa explica que o objetivo do banco comercial é permitir que os cerca de 9 600 comerciantes que têm o sistema de pagamento eletrónico POS do BCI aderiram ao produto American Express nos próximos tempos. No quadro do acordo rubricado ontem, cabe ao BCI a responsabilidade pela gestão das relações com os comerciantes, bem como a expansão da rede Americam Express no país. Desde 1997, a empresa American Express tem vindo a firmar parcerias com grupo de bancos e instituições financeiras em todo o mundo, emitindo produtos americanos de marca American Express e aceitando pagamento na sua rede. O acordo entre as partes foi assinado por Paulo Sousa, presidente da Comissão Executiva do Banco Comercial e de Investimentos (BCI) e a vice-presidente para o desenvolvimento de parcerias bancarias para a Europa, Médio Oriente e África, Catherine Malec.

Fonte: O Pais

 

postheadericon Investimento chinês nos países de língua portuguesa atingiu 50 mil milhões de dólares

O investimento das empresas da China nos países de língua portuguesa ascende a 50 mil milhões de dólares e o valor das empreitadas nesses países excede 90 mil milhões em 2016, segundo o Secretário-Geral-Adjunto do Fórum de Macau. Ding Tian é citado pelo “Jornal de Angola” como tendo referido que as trocas comerciais entre a China e os oito países de língua portuguesa totalizaram quase 100 mil milhões de dólares em 2016, continuando a China a ser “um dos mais importantes parceiros” desses países. O Secretário-Geral-Adjunto do Fórum de Macau indicado pela China adiantou que Macau tornou-se “uma ponte indispensável entre as partes (China e países de língua portuguesa) ”, devido às suas vantagens singulares. Ding Tian falava numa sessão sobre oportunidades de negócios nos países de língua portuguesa, organizada pelo Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM), esta segunda-feira. Na sessão que atraiu representantes dos sectores do comércio e logística, Glória Batalha Ung, vogal executiva do Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau, reiterou que Macau está a “desenvolver esforços no sentido de construir a plataforma de serviços” entre a China e os países de língua portuguesa, para permitir que as Pequenas e Médias Empresas (PME), assim como os jovens empresários locais, fiquem melhor informados. Glória Ung recordou que o Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau envia todos os anos delegações de Macau e da China continental para visitas de estudo a países de língua portuguesa e confirmou que, em meados de Junho deste ano, haverá uma deslocação a Cabo Verde, para o “Encontro de Empresários para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os países de Língua Portuguesa 2017”. Para esta sessão, foram convidados como oradores representantes de empresas que já investiram ou fizeram negócios com Angola, Brasil, Portugal e Timor-Leste. Em relação a Moçambique, as trocas comerciais aumentaram no valor de 168 milhões de dólares em Janeiro, segundo dados oficiais do gigante asiático. O valor representa um crescimento de 2,24% em comparação com o que se verificou em Janeiro de 2016 (período homólogo). A madeira é um dos principais produtos de exportação de Moçambique para a China, sendo que as importações incluem eletrodomésticos, equipamentos para a área das construções, equipamentos industriais, entre outros.

Fonte: O Pais

 

postheadericon Elenco do Xiquitsi participa do Festival Internacional de Música de Primavera de Viseu s

Há poucas semanas para o início da Temporada 2017 do Xiquitsi, um elenco do projeto participa, de 30 de Março a 13 de Abril, do Festival Internacional de Música da Primavera de Viseu, em Portugal. A viagem resulta de uma parceria celebrada entre o Xiquitsi e Câmara Municipal de Viseu. O elenco é constituído pela directora artística do Xiquitsi, Kika Materula, e os alunos Gervásio Quive, Juvania Munguambe e Jéssica Nhantumbo, que nasceram neste projeto e vão agora, juntar-se a outros profissionais da música clássica.  A participação dos alunos do Xiquitsi no festival é prova do crescimento do projeto e a participação do grupo no grupo no festival prova que o Xiquitsi está a formar profissionais de qualidade, o que contribuirá para a sua visibilidade dentro e fora do país. A Temporada 2017 do Xiquitsi terá lugar em Maio, na cidade de Maputo. “No Xiquitsi fazemos Música porque vemos na Música uma expressão daquilo que somos”. Esta é a frase guia para o quinto ano da Temporada de Música Clássica Xiquitsi.

Fonte: O Pais

 
Ver Mais...
Faixa publicitária
Publicidade
Galeria de Eventos
  • "Comemoração do Dia 4 de Outubro, Dia da Paz em Moçambique e Dia 5 de Outubro, Implantação da Republica"

  • Encontro Sectorial Moda AESE - 28 de Novembro
    Participação de
    duas estilistas
    Moçambicanas
    (Sheila e Adélia Tique)

  • "Escritaria 2011- Mia Couto com a participção da APM"!

  • Workshop Culinário da Tia Orlanda no Espaço Moçambique!